Aves do Estínfalo

Albrecht Dürer, Hércules mata a las aves de Estinfalo (1500). Temple sobre lienzo, 87cm x 100 cm. Germanisches Nationalmuseun, Nüremberg.

Hércules mata as aves do Estínfalo, por Albrecht Dürer (1500), Museu Nacional Germânico, Nuremberg.

Numa espessa floresta, às margens do lago Estínfalo, na Arcádia, viviam centenas de aves de rapina horrorosas de porte gigantesco, que devoravam os frutos da terra, causando enormes prejuízos aos campos circunvizinhos. Segundo outras fontes, eram antropófagas e liquidavam os passantes com suas penas aceradas, de que se serviam com de dardos mortíferos. Suas asas eram de bronze; seus bicos e suas garras, de ferro, e elas eram imensas e sanguinárias. Nenhum homem ou animal podia se aproximar do lago porque, assim que os viam, as aves despejavam penas de bronze pesadas e afiadas como flechas, depois mergulhavam sobre suas vítimas feridas e as devoravam.

A dificuldade consistia em fazê-las sair de seus escuros abrigos na floresta. Hefesto, a pedido de Atena, fabricou matracas de bronze. Com o barulho ensurdecedor desse instrumentos, as aves levantaram voo e foram exterminadas pelas flechas de Héracles envenenadas com o sangue da Hidra de Lerna, em seu terceiro trabalho.

Pájaros Estínfalo

Héracles e as Aves do Estínfalo, anfora ateniense 560-530 a.C., Museu Britânico, Londres.

Referências:

BRANDÃO, J. S. Dicionário mítico-etimológico v.1. Petrópolis: Vozes, 2008.

STEPHANIDES, Menelaos. Hércules. Trad. MICHAEL, M. P. São Paulo: Odysseus, 2005.

Anúncios
Categorias: Criaturas, Lugares, Outros | Tags: , , , , | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Pensamentos Flutuantes

Entre devaneios e realidade, ideias ascendentes

%d blogueiros gostam disto: